Não categorizado

Secretaria de Estado de Turismo do RJ participa de encontro sobre Turismo Militar em Salvador

O Secretário de Estado de Turismo, Sávio Neves, participou, nesta quinta-feira (20/10), do XIII Encontro do Sistema Cultural do Exército (ESCEx), cujo tema deste ano é “Entre Fortes e Museus: o estado da arte do Turismo Cultural Militar”. O evento acontece em Salvador, no Centro Militar de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica e segue até 21/10 com o objetivo de levar ao público que compõe o Sistema Cultural do Exército Brasileiro informações para aprimorar a gestão nos espaços culturais da força terrestre e estreitar a comunicação com instituições civis que possam fortalecer e apoiar a implementação de novas ações.

O ESCEx acontece desde 2009, com exceção de 2020, devido à pandemia, e, desde então, vem percorrendo diversas capitais do país abordando temas relevantes para consolidar este segmento turístico.

A Setur-RJ apresentou 11 fortes com apelos turísticos no estado, sendo oito na Região Metropolitana – quatro no Rio de Janeiro e quatro em Niterói; dois na região turística Costa do Sol – um em Cabo Frio e um em Macaé – e um na região turística Costa Verde – em Paraty.

“É essencial que aconteçam encontros como esse, para estimular a expansão do turismo militar. No Rio de Janeiro, a primeira capital do Brasil, nós temos um dos mais significativos fortes militares do país, o de Copacabana, tombado pelo Iphan, hoje, um espaço que reúne cultura, lazer, gastronomia e muito visitado por turistas nacionais e estrangeiros. Ampliar esse interesse turístico para outros monumentos do estado e do país significa, sobretudo, movimentar a economia local”, ressaltou o Secretário de Estado de Turismo, Sávio Neves.

Entre as premissas desse encontro estão:

  • Suscitar a participação de diferentes entidades e da comunidade em geral, na edificação de uma proposta orientadora comum para o “Turismo Cultural Militar”;
  • Promover uma ação de sensibilização nacional para a importância estratégica e pertinente do desenvolvimento de produtos, projetos e ações, responsáveis e sustentáveis, que combinem o Patrimônio e o Turismo;
  • Contribuir para o desenvolvimento conceitual e operacional do “Turismo Cultural Militar” no Brasil;
  • Realizar o princípio de transferência de conhecimento – entre orientações governamentais, acadêmicas, militares e empresariais, numa base de reciprocidade e de sustentação do conceito “Turismo Cultural Militar”;
  • Figurar nas linhas de atuação e estratégias do PNT – Plano Nacional de Turismo 2024-2028.

Participaram do evento, além de militares, representantes de diversas áreas da sociedade como universidades, secretarias de Cultura e Turismo de alguns estados, do Iphan e ainda da Associação de Turismo Cultural Militar de Portugal.

Fonte: Voe News

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo