HoteisNão categorizadoTurismo

Queijo produzido no Le Canton conquista medalha de bronze na 6º edição do mundial do queijo de tours, na França

A queijaria do resort Le Canton, comandada pelo mestre queijeiro Jhonny Silveira, volta a ser reconhecida. O queijo Tempéré, produzido no hotel, foi premiado com medalha de bronze na 6º edição do Mundial do Queijo de Tours, na França. No evento, que termina nesta terça-feira, 12 de setembro, foram avaliados 1.640 queijos de diversos países. Destes, 288 são brasileiros, de regiões como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Pará, Bahia, Santa Catarina, São Paulo e Pernambuco, entre outras. Com as novas premiações, o Le Canton soma 13 medalhas conquistadas em eventos nacionais e internacionais desde 2017.

O Tempéré é um queijo de tipo Boursin, de origem francesa, fresco e pastoso. Temperado com azeite e especiarias, possui uma acidez própria, tornando-se este o diferencial do queijo.

“Ter queijos premiados nos proporciona garantia de qualidade e segurança no trabalho que fazemos. Levamos tudo muito a sério e com comprometimento. Essa postura agrega ao hotel, à cidade de Teresópolis e mesmo ao país, pois o queijo brasileiro tem ganhado notoriedade no Brasil e no mundo, graças a concursos como o de Tours. Isso reafirma nosso potencial, amor e compromisso com o que fazemos. Sermos reconhecidos mostra que temos muita qualidade e que um futuro pela frente”, comemora o mestre queijeiro Jhonny Silveira.

Os queijos são vendidos na queijaria do Le Canton, em outros pontos de venda dentro do hotel, no restaurante Burrata Bistrô e na cantina Viva Itália, ambos em Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, onde hotel está localizado. No resort, o Tempéré custa R$ 38,50. Nas demais localidades, o preço é variável.

Prêmio em Blumenau

O Mundial de Queijos de Tours é o segundo do qual o Le Canton participa este ano. Em julho, o resort concorreu com os queijos Canton Noir e Tempéré na 6ª edição do Prêmio Queijo Brasil, em Blumenau (SC). Eles ganharam, respectivamente, as medalhas de ouro e prata.

Jhonny Silveira

Produção de queijos começou há 11 anos

O Le Canton produz queijos artesanais desde 2012. Estão à venda 11 tipos: raclette, que começou a ser produzido este ano; minas frescal de vaca; minas frescal de cabra; queijo temperado (queijo minas temperado com orégano); tempéré (queijo tipo Boursin, de origem francesa, fresco e pastoso, temperado com azeite e especiarias); e queijos tipo Vaccino Romano (maturado).

Em 2022, os queijos Raclette Le Canton e Vaccino Romano foram premiados com medalhas de bronze no 2º Mundial do Queijo do Brasil, realizado em São Paulo. No total, foram avaliados pouco mais de 1.100 queijos e produtos lácteos de diversos países. O Raclette Le Canton é um queijo de massa semi-cozida, com maturação de 90 dias e tratamento de casca, fazendo dele um queijo de textura macia e bem aromático. Já o Vaccino Romano é um queijo de massa cozida e maturação mínima de seis meses e passa por muitos processos até ficar ideal para consumo.

Créditos: Turismo Compartilhado

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo