Com apoio da prefeitura, serão discutidas propostas para Pessoas com DeficiênciaFoto: Clarildo Menezes
Maricá – A Prefeitura vai criar em abril o Centro de Acessibilidade e Inclusão de Maricá (CIAMA), local exclusivo para Pessoas com Deficiência (PCD), onde funcionará uma central de Libras (Linguagem Brasileiras de Sinais) e funcionará oficinas de empreendedorismo para o mercado de trabalho. O espaço é direcionado a moradores da cidade de qualquer idade e seus familiares.
A central de Libras terá uma equipe especializada que poderá acompanhar o deficiente auditivo em audiências no fórum, ocorrências na delegacia e em consultas médicas ou emergências hospitalares. O centro de acessibilidade funcionará na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social (Rua Domício da Gama, 386, Centro).
“Vamos incluir outras oficinas a partir das sugestões das pessoas com deficiência. Essas atividades serão itinerantes e feitas nos espaços da Assistência Social”, disse Bárbara, que é fonoaudióloga.
Equipe especializada
“O objetivo é dar representatividade e garantir o lugar de fala destes profissionais”, disse Bárbara.
Palestra sobre doenças raras
O palestrante será Caio Sousa, presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/RJ e membro da Comissão de Doenças Raras do Estado do Rio de Janeiro. A atividade será realizada no auditório da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Rua Domício da Gama, 65, em frente ao Cinema Henfil).
Cadastro com agendamento no CIAMA
As inscrições para o Centro de Acessibilidade começam no dia 3 de março e serão feitas por agendamento devido aos protocolos da pandêmicos. Os interessados precisam ligar para os números de telefone (21) 2637-3648 ou 3731-1287 e marcar a data para o cadastro.
No dia agendado, será feito o acolhimento com assistente social e psicólogo para direcionamento dos serviços adequados para cada demanda. Os documentos necessários são: RG, CPF e comprovante de residência. O atendimento será feito na Secretaria Municipal de Assistência Social.