Magé celebra aniversário da primeira estação ferroviária do país.Divulgação.
Evento que acontece no próximo sábado também terá a inauguração da Biblioteca Barão de Mauá.
Magé – O aniversário de 168 anos da Estação Guia de Pacobaíba, a primeira ferrovia do Brasil e do Dia da Baixada serão comemorados no próximo sábado (30) com grandes atrações como apresentações musicais, feira de artesanato, aulões de dança, lançamento do Pacotão Cultural que inclui a restauração do complexo ferroviário e a inauguração da Biblioteca Barão de Mauá. A programação começa às 9h e vai até 17h.
“Desde 2021, o Departamento de Cultura vem conduzindo ações e programas para estabelecer a comunicação com a história e a memória local, contribuindo com a preservação do patrimônio, não somente mageense, mas de importância nacional. Preparamos uma programação recheada de surpresas com muita arte, a inauguração da biblioteca e anunciaremos a continuidade das políticas públicas culturais com o “Pacotão da Cultura”, explica a secretária de Educação e Cultura, Sandra Ramaldo.
Continua após a publicidade
O pacotão da cultura vai celebrar um novo momento na cultura mageense, com 10 itens que vão garantir políticas públicas não só para os artistas, mas para os cidadãos. A principal ação será o anúncio do convênio firmado com o IPHAN para restauração do Complexo Ferroviário de Guia de Pacobaíba, que ligava Mauá a Petrópolis.
“A primeira estação ferroviária construída no país fica em Magé e isso foi um marco para a industrialização do Brasil. Por muitos anos, aquela região ficou abandonada, mas quando assumi a cidade no ano passado, tinha um sonho de transformar o local num grande ponto turístico de fato. Firmamos um convênio com o Iphan, onde vamos restaurar a estação, abrir uma biblioteca, construir um grande espaço de lazer com pista de skate, parquinho e desenvolver projetos que incentivem a cultura local. Esse aniversário de 168 será especial não só para os mageenses, mas para o Brasil. Muitos turistas terão o prazer de visitar o local”, garante o prefeito Renato Cozzolino.
A Biblioteca Barão de Mauá que será uma extensão da Biblioteca Parque Estadual também vai garantir o acesso às diversas obras gratuitas aos moradores da região. O novo ponto de cultura será na casa do agente da Estação.
“A biblioteca será uma extensão da Biblioteca Parque que fica no centro do Rio. Ganhamos 400 livros da imprensa oficial para compor nosso acervo inicial e ainda teremos o “Zé de livros” com atendimento à domicílio, será uma espécie de mototáxi que vai entrar o livro na casa da pessoa”, detalha o diretor do Depto de Cultura, Alexsandro Rosa.
A Prefeitura também vai apresentar o 1º Edital de Fomento à Cultura Mageense batizado de “Magé de muitas culturas”, o Programa de Fortalecimento do Artesanato Fluminense, a reativação do Programa “O Patrimônio é de todos” que teve o roteiro turístico reformulado, dentre outros.