Festival Pedacinho do CéuFoto: Marcos Fabrício

Em palco flutuante montado no espelho d´água da lagoa, evento teve shows de chorinho e MPB, além de feira de artesanato e espaço de gastronomia
Maricá – Após cinco dias de música em um palco flutuante montado no espelho dágua da Lagoa de Araçatiba, o Festival Pedacinho de Céu encerrou sua primeira edição neste domingo (24/04) com muita música, arte e gastronomia que atraíram mais de dez mil pessoas para prestigiar as atrações em um dos mais belos cenários de pôr do sol da cidade de Maricá.

Promovido pela Prefeitura de Maricá, o evento foi organizado pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e pela Secretaria de Promoção Projetos Especiais e contou com feira de artesanato, gastronomia e shows de choro e clássicos da MPB com a participação dos cantores Marianna Cunha, Jeff e Jorginho Doug e da bandas Pedacinho do Céu, Grupo Vai e Volta e Kontagiô.

O Pedacinho do Céu é inspirado na Praia de Jacaré, em João Pessoa, na Paraíba, considerado um dos mais belos pores do sol do Brasil. O público pôde conhecer produtos variados vendidos na Feira de Artesanato de Maricá (Feirarte) e degustar comidas e petiscos especiais produzidos em amplo espaço de gastronomia em uma estrutura montada na altura do deck Pôr do Sol de Araçatiba.
Continua após a publicidade
“O pôr do Sol de Araçatiba é um símbolo forte que orgulha Maricá e cultiva essa contemplação permanente, uma experiência muito marcante. Revitalizamos este espaço há pouco tempo com a construção do deck, e agora queremos promover muita vida cultural e artística. O projeto vai entrar no nosso calendário de eventos para ressaltar esse espetáculo natural e único que temos em Araçatiba”, destacou o prefeito.
Para o presidente da Codemar, Olavo Noleto, o festival é mais uma forma de apresentar Maricá ao Brasil e ao mundo por meio de sua natureza. “É um projeto que nasce mostrando as belezas da cidade, e também a história e a cultura com artistas daqui e de todo o país. Vamos provar que Maricá tem o pôr de sol mais bonito do Brasil. Esse projeto deu certo mostrando o que a gente tem de melhor, o nosso povo. Temos a certeza que o projeto deu certo e deve acontecer a cada dois meses”, disse.
O Secretário de Promoção e Projetos Especiais, José Alexandre Almeida, explicou que o Pedacinho de Céu integra o projeto Maricá 2030, cujo objetivo é atrair mais visitantes e aumentar o tempo de permanência na cidade.
“O projeto é para toda família, mostrando um espaço que foi totalmente revitalizado com a imagem de pontos turísticos da cidade. O Pedacinho de Céu valoriza nosso artesanato, a música, os meios de hospedagem e a gastronomia da cidade. Vamos estruturar para trazer o público para cá” , disse lembrando que outros eventos estão disponíveis no aplicativo Maricá Oficial e no site Conheça Maricá (www.conhecamarica.com.br).
Público curtiu os shows e o pôr do sol
Assim como o hino da cidade, as ondas do lago pra lá e pra cá embalaram o público presente no último dia do evento, que aproveitou o chorinho do grupo Pedacinho do Céu, que levou ao público o hino de Maricá, músicas Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, entre outros mestres do choro.
Já o pagode ficou por conta do grupo Vai e Volta, que trouxe sucessos como “Nem de Graça”, “Duas Paixões”, “Jogo de Sedução”, em duas horas de apresentação.
Ao som de “Choro da Gafieira”, de Paulo Sérgio Santos, enbalada pelo grupo Pedacinho de Céu, a moradora de Itapeba, Eliete Véras, 68 anos, ressaltou a beleza do local e a música.
“Quem não veio perdeu, porque o evento foi fantástico. Aqui pude apreciar esse belo pôr do sol com essa beleza de música. É para curtir do entardecer até a noite”, afirmou.
Visitando a cidade, a moradora de Pilares, Thayná Guimarães, 27 anos, enfatizou a oportunidade de poder participar do evento.
“Lá onde eu moro não tem nada assim. Estou adorando. Para as crianças é ótimo. A identificação deles é um algo a mais. O local é lindo e a música excelente. Estou muito feliz de poder trazer minha família”, concluiu.