Não categorizadoTurismo

Fitur 2024: Embratur e autoridades espanholas discutem aumento do turismo no Brasil e na América Latina

Considerada uma antessala da Feira Internacional de Turismo (Fitur), que ocorre em Madri, na Espanha, autoridades e empresários espanhóis e de diversos países da América Latina integraram a XXVII Conferência Iberoamericana de Ministros e Empresários de Turismo (CIMET). O encontro serviu para debater a aproximação entre o trade europeu e o trade latinoamericano.

Além da Espanha e do Brasil, participaram da XXVII CIMET representantes do Uruguai, Paraguai, Colômbia, Cuba, México, Honduras, Guatemala e Nicarágua. A diretora de Marketing Internacional, Negócios e Sustentabilidade da Embratur, Jaqueline Gil, representou a Agência no encontro.

De acordo com a diretora, há uma perspectiva de crescimento na movimentação de turistas internacionais tanto do lado da América Latina quanto do lado da Espanha. Ela destacou o anúncio do aumento na capacidade de assentos da empresa aérea espanhola Iberia, que quer superar a oferta dos patamares pré-pandemia.

A companhia pretende aumentar sua capacidade em 17%, com 3,1 milhão de assentos na rota Barajas (Madri)-América Latina. Serão 328 voos semanais entre abril e outubro de 2024. Em 2023 eram 280 voos e a marca já era recorde para a companhia. Ao todo, o aumento representará mais três voos semanais para o Rio de Janeiro e para São Paulo, subindo para seis e dez frequências semanais, respectivamente.

“Pudemos discutir junto a diversas autoridades as tendências e rumos na relação entre a Península Ibérica e a América Latina. Ficou muito claro a perspectiva de crescimento dos dois lados, do movimento de turismo, e um aumento na capacidade de assentos da Iberia e muitas outras companhias aéreas da Europa até o nosso continente, com foco no Brasil”, destacou a diretora. O Ministério do Turismo (MTur) também participou da conferência e falou em nome do Brasil no encontro.

Novos indicadores
Jaqueline Gil também participou de uma reunião junto à Organização Mundial do Turismo (OMT), órgão especializado da ONU. Na agenda, a diretora, representantes da OMT e do MTur discutiram a inclusão da metodologia de indicadores da organização nos levantamentos da Embratur e a criação de novos indicadores de turismo e sustentabilidade nos destinos brasileiros.

“Conversamos, também, com a OMT, em parceria com o Ministério do Turismo, para internalizar os novos indicadores de sustentabilidade de turismo desenvolvidos pela Organização e que teremos muito orgulho de implementar como projeto piloto em destinos brasileiros ainda esse ano.”, mencionou

Créditos: Embratur

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo