Festa do Tomate é declarada Patrimônio Cultural do Estado do Rio

Em razão da pandemia, Festa do Tomate não é realizada desde 2019Divulgação
Tradicional festividade que já atraiu cerca de 40 mil pessoas por dia no feriado de Corpus Christi, a Festa do Tomate de Paty do Alferes foi declarada Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Rio de Janeiro por lei de autoria do deputado Eurico Júnior, sancionada pelo governador Claudio Castro no último dia 28 de abril. A Lei Nº 9.262 também autoriza a celebração de convênios do poder público com entidades vinculadas à cultura, ao turismo, ao lazer e à economia criativa, promovendo o desenvolvimento econômico.
Em razão da pandemia, o tradicional evento não será realizado pelo segundo ano consecutivo. A Festa do Tomate ocorre anualmente desde 1989, quando foi criada na primeira gestão de Eurico Júnior como prefeito de Paty do Alferes. “Como integrante da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, lutarei para que o próximo evento traga ainda mais empregos e renda para os moradores da nossa região, seja um momento muito especial de reconhecimento de nossas raízes e entretenimento, além de tema de muitas produções culturais”, disse o atual deputado estadual. A Festa do Tomate foi uma das principais locações do filme Ricos de Amor, produção da Netflix. 
Fonte: O Dia
Sair da versão mobile