Não categorizadoTurismo

Em reunião de ministros do Turismo do BRICS, na África do Sul, Brasil defende esforços para ampliar conectividade aérea

24-10-23 FOTO BRICS 02.png
Encontro de ministros do Turismo do BRICS é realizado esta semana na África do Sul. Crédito: denisemcintyrephotography

A Cidade do Cabo, na África do Sul, esta semana é palco de reunião de ministros do Turismo do BRICS, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O encontro, que conta com a presença da secretária executiva do Ministério do Turismo brasileiro, Ana Carla Lopes, representando o ministro do Turismo, Celso Sabino, traça diretrizes de cooperação na área entre as cinco grandes economias emergentes globais, com o tema “Recuperação do Turismo Sustentável e Inclusivo”.

Um dos pontos abordados é a importância da conectividade para o reforço do fluxo turístico entre integrantes do bloco, principalmente após os impactos negativos da pandemia, de forma a proporcionar avanços econômicos, sociais, ambientais e culturais às comunidades anfitriãs. O Brasil defende uma maior integração multilateral e a atualização de acordos bilaterais que possui com países do BRICS, de modo a proporcionar a efetiva aplicação das cooperações.

A secretária Ana Carla Lopes destacou esforços do Brasil para ampliar a ligação aérea com outras nações e desenvolver o turismo sustentável. “O ecoturismo sustentável, uma das nossas maiores vocações, é um dos nossos nortes, de forma a se permitir o aproveitamento dos potenciais naturais do Brasil e a devida conservação ambiental, promovendo mais empregos, renda e inclusão social”, apontou Ana Carla.

Durante o encontro na África do Sul, atual presidente do BRICS, autoridades da Rússia tornaram públicas as prioridades que pretendem adotar no comando do bloco, a partir de 2024. Entre elas, o incremento do uso de tecnologia no turismo, com o impulso a novos negócios e estratégias inovadoras, e o incentivo à conectividade e ao aumento do número de viagens entre países do grupo.

No ano que vem será a vez do Brasil sediar o encontro, que acontecerá no Rio de Janeiro. A secretária agradeceu a disposição da Índia, atual presidente do G20, em auxiliar o Brasil na organização do evento em 2024. “É importante nos unirmos para trabalharmos juntos por um turismo cada vez mais sustentável e inclusivo”, completou Ana Carla.

CONECTIVIDADE – A agenda da secretária também incluiu uma reunião com a ministra do Turismo da África do Sul, Patricia de Lilie. As duas discutiram planos de ações bilaterais para 2024 no segmento, focado na expansão da malha aérea e na promoção de novas rotas entre os países.

Patricia de Lilie ressaltou que, desde 2022, a rota aérea Brasil-África do Sul disponibilizada pela Latam já propiciou uma alta de mais de 40% na chegada de turistas brasileiros ao destino. A partir desta quinta-feira (26.10), serão ofertadas duas novas viagens entre as nações, operadas pela South Africa Airways (SAA), o que tende a ampliar ainda mais o fluxo turístico. “É uma ação que está completamente alinhada com o nosso compromisso e prioridade de aumentar o número de visitantes estrangeiros no Brasil, movimentando e ajudando a desenvolver a economia brasileira”, afirmou a secretária executiva do MTur.

A ministra Patrícia de Lilie também parabenizou o Brasil pela realização da COP-30, que ocorrerá no ano de 2025 em Belém (PA), e colocou a sua equipe à disposição para auxiliar o país no evento. Segunda de Lilie, será uma ótima oportunidade de consolidar os princípios de turismo sustentável acordados no âmbito do BRICs.

Por André Martins

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Categoria

Viagens e Turismo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo