Em Madri, Brasil reafirma o compromisso de desenvolver o turismo de forma sustentável

Brasil esteve presente na XXVII Conferência Ibero-americana de Ministros e Empresários do Turismo (CIMET), que aconteceu nesta terça-feira (23.01) em Madri, na Espanha. Com o tema “Sustentabilidade na interiorização da empresa turística espanhola da Ibero-América”, o evento abriu as atividades da 44ª edição da Feira Internacional de Turismo (Fitur), a principal feira do mercado ibero-americano, organizada pela IFEMA (Instituição de Feiras de Madri) até o próximo domingo.

A CIMET reuniu ministros e autoridades de turismo do Brasil, México, Colômbia, Uruguai, Paraguai, Cuba, Nicarágua e Guatemala. O espaço foi uma oportunidade de os países apresentarem incentivos e planos de desenvolvimento para suas respectivas áreas turísticas, com o objetivo de atrair investimentos dos empresários espanhóis para a América Latina.

Para a Fitur, o Brasil levou uma série de atrativos nacionais para apresentar aos possíveis novos investidores espanhóis. No “Informe/Guia”, o MTur destaca os avanços para melhorar o ambiente de negócios no país e o sistema tributário brasileiro, além do desenvolvimento de ações para promoção do turismo, com o objetivo de garantir novas oportunidades para investidores nacionais e estrangeiros.

Representando o ministro Celso Sabino, a Secretária Executiva do MTur, Ana Carla Lopes, enfatizou que o Ministério do Turismo trabalha para incentivar a atividade turística alinhando sustentabilidade, necessidades das comunidades locais e as metas estabelecidas pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). “Um destino turístico para ser sustentável, precisa desenvolver a atividade turística de forma a atender não só às necessidades dos turistas, mas, principalmente, respeitar e atender às necessidades socioeconômicas das comunidades locais. Ao mesmo tempo, deve ser um instrumento de valorização cultural e de conservação ambiental”, defendeu.

Ao finalizar o discurso, a secretária do MTur lembrou que, ao ocupar a presidência do G20 -cuja Cúpula de Líderes acontecerá em novembro no Rio de Janeiro e sediar a COP 30 -que será realizada no ano que vem em Belém (PA), o Brasil assume o compromisso de desenvolver a atividade turística atento não só às questões ambientais, inclusive com ações de apoio à regeneração do meio ambiente, como também as de cunho econômico e social. “O turismo deve ser uma atividade que contribua para eficiência econômica das comunidades receptoras, com o apoio à economia local, observando a justiça e a equidade social, respeito à cultura local e a prudência ecológica”, finalizou.

A Espanha ocupa o sexto lugar no ranking dos países que mais enviam turistas ao Brasil. Em 2023, foram mais de 114 mil visitantes espanhóis, e a previsão para este ano, segundo estimativas do Global Data, é de 150.750 turistas da Espanha em terras brasileiras.

FITUR 2024 – A Feira Internacional de Turismo é o 1º encontro global de turismo do ano e a principal feira do mercado ibero-americano, organizada pela IFEMA (Instituição de Feiras de Madri). Reúne 8,5 mil expositores, 136 mil profissionais e tem público estimado de 86 mil visitantes, com um impacto econômico de 330 milhões de euros.

O Brasil reunirá na FITUR deste ano vários dos principais representantes do turismo nacional – empresas, destinos, Embratur e prestadores de serviços. O evento é uma das maiores feiras de Turismo do mundo, e acontece de 24 a 28 de janeiro. O estande brasileiro conta com 308m², 32 coexpositores e vai promover a gastronomia nacional, além de expor a caipirinha e cafés especiais.

Outra novidade será o lançamento da marca “Visit South America” que reúne Brasil, Chile, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai, com o objetivo de fortalecer, no cenário internacional, a região como destino turístico. Serão trabalhadas cinco rotas: Caminho dos Jesuitas (Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai); Rota da Patagônia (Argentina e Chile); Rota da Puna (Argentina, Bolívia e Chile); Rota do Vinho e dos Andes (Argentina, Chile e Uruguai); e Rota da Selva (Brasil, Argentina e Paraguai).

Por Paula Rosa 

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Related posts

Projeto “Cabo Frio Sempre o Melhor Destino” já começa a surtir efeito positivo para turismo da cidade:

Festival Delícias do Vale do Café acontece em junho

Guia completo do CADASTUR – O que é, benefícios, importância e como se cadastrar (Atualizado 2024)